Notícias

Omexom concluiu com sucesso o projeto de modernização do serviço auxiliar da UHE Miranda

image

No dia 16/12/2020, a Omexom concluiu com sucesso o projeto de modernização do serviço auxiliar da UHE Miranda, localizada no Rio Araguari, município de Indianópolis-MG. Com uma potência instalada de 408 MW, a usina foi incorporada ao parque gerador da ENGIE em 2017. 

 

Em um contrato assinado em outubro de 2019, foi necessário vencer os desafios impostos pela pandemia de COVID-19 para concluir os objetivos do projeto, que tinham como foco principal alterar a prioridade da fonte do serviço auxiliar 380Vca da usina para utilização máxima a partir dos geradores da própria planta. Dessa maneira, a utilização da fonte externa, agora mantida como back-up, foi reduzida ao máximo, gerando benefícios ao cliente, visto que o consumo advindo dessa fonte representa custos de compra de energia. 

 

Para atingir o objetivo, foi necessário realizar alterações no circuito de força e principalmente nos circuitos de controle de todos os centros de carga da planta dos diversos níveis, respeitando uma premissa solicitada pelo cliente: reduzir o tempo de indisponibilidade das unidades durante as intervenções da Omexom para aproximadamente 4 horas, mesmo que inicialmente previstos 7 dias. Aproveitou-se a intervenção para a substituição de 100% dos relés auxiliares, atrelados aos circuitos de transferência de fontes e de uso geral, aumentando a confiabilidade. Foi necessária também a intervenção em disjuntores de 380Vca de origem indiana, com mais de 20 anos de uso e com fabricação descontinuada. Para tanto, a Omexom valeu-se da expertise de seus colaboradores, além de utilizar sua rede global para adquirir acessórios necessários de importação diretamente das fábricas dos disjuntores na Índia. 

 

Fez ainda parte do escopo o fornecimento de uma cabine em média tensão para medição da energia advinda da fonte externa para fins de faturamento pela concessionária à ENGIE, adequando a Usina aos procedimentos de rede e normas da ANEEL/ONS. 

 

Após o término das atividades, foi possível realizar testes completos que garantiram a performance e confiabilidade nas manobras manuais e automáticas nas atuações de proteção e nas transferências entre as fontes do Serviço Auxiliar da Usina. As simulações executadas durante o comissionamento permitiram verificar o comportamento do controle do Serviço Auxiliar em todas as possibilidades operativas previstas, incluindo a partida do GMG nas condições de exercício, de blackout e de blackstart. 

 

O benefício do projeto aliado ao desafio de intervenção em um sistema de tamanha criticidade, com impacto positivo e relevante na confiabilidade da manutenção da geração e segurança da instalação, só foi possível a partir de uma ótima interação e apoio da equipe ENGIE lotada na UHE Miranda. “Cada colaborador de ambos os times (Omexom/ENGIE) manteve o foco nos objetivos do projeto, tanto no aspecto técnico e operacional como no cumprimento dos prazos, sem descuidar dos requisitos de segurança no trabalho” explica Clemir Junior, especialista em usinas hidrelétricas da Omexom.